São Paulo – A instalação de uma usina fotovoltaica no campus Boituva do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP) fez com que a unidade conseguisse reduzir em 89% o valor da conta de energia elétrica.

De acordo com a Comissão Interna de Conservação de Energia (Cice) da instituição, antes da implantação do sistema, em dezembro de 2017, o dispêndio de energia elétrica era de 14.620 kWh. Um ano depois, já com a usina em funcionamento, o consumo foi reduzido para 5.374 kWh. Dessa forma, o valor da conta de luz do campus passou de R$ 9.883,04 para R$ 1.004,07, ou seja, uma economia de mais de R$ 8 mil.

A usina de minigeração distribuída faz parte de uma série de ações desenvolvidas ao longo de 2018 no campus, dentro do Programa de Eficiência Energética da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), junto à Companhia Piratininga de Força e Luz (CPFL Piratininga). Nesse contexto, também foram substituídos todos os aparelhos de ar-condicionado do IFSP por modelos mais eficientes do tipo inverter, contemplados com o Selo Procel. A iluminação interna da unidade também foi trocada por lâmpadas com a tecnologia LED.

A comissão interna da instituição avalia que as mudanças foram benéficas para o campus, pois considerando os aumentos recorrentes da tarifa de energia elétrica, a redução da despesa vai permitir a liberação de recursos para outros investimentos.

*Com informações do Instituto Federal de São Paulo

 

Fonte: https://goo.gl/Q1Z62A